quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Quem tem medo de Tom Cruise?

Tom Cruise. Era uma vez, em que eu e a torcida do Flamengo (acho) suspirávamos por este moço. Belo, olhos azuis, cabelo lindo, sorriso cativante. Mas o tempo passa, o tempo voa e a criatura enlouqueceu, perdeu os miolos, surtou!
Além de querer converter todo mundo para o universo da cientologia (até a estranha família Beckham está fugindo dele), o astro de Top Gun declarou recentemente que rejeita e-mail, iPhone, relógio de pulso e porta-moeda (???).
Tudo bem rejeitar porta-moeda (como ele se lembrou disso?), relógio de pulso, iPhone(tolinho), mas dou graças a Deus deste ser bizonho não fazer uso do e-mail. Alguém já parou para pensar como esta ferramenta poderia se tornar uma arma nas mãos de Tom - o louco?
Ele já surta em programas de televisão, prega a cientologia onde quer que vá, imagina se utilizasse o e-mail para a propagação de sua fé? Quantos spans não iam encher a caixa de entrada de tanta gente? Porque sinceramente não duvido nada da insanidade do marido da já estranha Katie "Joe" Holmes. Ele ia bolar boletins eletrônicos falando da cientologia, declarações públicas de amor e paixão por Katie entre outras mil possibilidades que prefiro não pensar...
Pois é... Não sei vocês, mas eu tenho medo de Tom Cruise...
Be afraid, be afraid...


4 comentários:

Grazy Vedder disse...

MEDDDDUUUUUUUU...nunca imaginei pensar isso..medo de homem bonito...mas que ele tá lokinho, ah, isso tá!

Isabel disse...

Que maldade!!! Essa religião do Tom Cruise nada mais é do que por em pratica a Lei da Atração e acreditar da força da palavra falada. Só concordo que religião, futebol e politica não se discute, ele não deveria estar tentando catequisar as pessoas, mesmo que seja para o bem, pois não devemos interferir no livre arbitrio das pessoas.

Juliana Aquino disse...

A questão não é a religião dele, é ELE!!! hahahhahaha
Tom "Crazy" Cruise está perigoso, muito perigoso...

Léo Ramos disse...

A cientologia foi fundada por um autor de ficção científica. Não preciso dizer mais nada, não é?