quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

As mentiras de Bush


Um estudo feito pelo Centro de Integridade Pública dos EUA, relata que Bush e sua gang emitiram 935 afirmações falsas, ou seja, MENTIRAS, durante 2 anos após o 11 de Setembro de 2001.

De todas essas declarações, Bush foi autor de 259 mentiras, sendo 231 sobre supostas armas de destruição em massa e 28 sobre vínculos do Iraque com Al-Qaeda. Ou seja, criaram falsas verdades, para que pudessem justificar a invasão ao Iraque para buscar tais armas de destruição em massa (que nunca foram encontradas), e comprovar a cumplicidade de Saddam com Al-Qaeda (nunca comprovada), e assim, levando um país à guerra, deixando uma nação em pânico e transformando todos os árabes do mundo em inimigos mortais da humanidade.

Segundo o estudo, “Em resumo, a administração de Bush levou o país a uma guerra fundamentada em afirmações errônea que se propagou metodicamente e eque culminou a ação militar contra o Iraque em 19 de Março de 2003”.

E não só Bush fez tais declarações falsas, como também o seu vice Dick Cheney, a conselheira de Segurança Nacional na época Condoleezza Rice, o ex-secretário de defesa Donald Rumsfeld e o ex-secretário do Estado Collin Powell.

É impressionante como as pessoas desperdiçam o tempo para falar sempre o óbvio. Barrack Obama 2008!

Bjs e inté!

2 comentários:

Renata Rocha disse...

Adorei a campanha faça um blogueiro feliz rs.............
Odeio Bush fato....
Abraços

Juliana Aquino disse...

Vc adorou a campanha e nós adoramos a sua visita!
Volte sempre!!
Bjs