sábado, 26 de janeiro de 2008

Discriminação ou bom senso


Existem vários estilos de vida e quem sou eu para recriminar alguém, mas às vezes ainda existem situações que me deixam um pouquinho sem palavras.
Na última semana, um gótico britânico que levava sua namorada pela coleira na região de West Yorkshire, no norte da Inglaterra, foi impedido de entrar em um ônibus porque o motorista temia pela segurança dos passageiros.
Segundo o site da BBC Brasil, "Dani Graves, de 25 anos, e sua noiva, Tasha Maltby, de 19, alegam que foram discriminados pela empresa de ônibus Arriva. O casal afirma que foi expulso de um ônibus e impedido de entrar em outro. A companhia afirma que outros passageiros poderiam correr riscos caso o ônibus tivesse que frear de repente. A Arriva disse ainda que coloca a segurança de seus passageiros em primeiro lugar e acrescentou que está investigando a queixa do casal".
Eu, honestamente, acho isso um pouco demais. Não acredito muito nessa história de que para adquirir respeito de terceiros ao seu estilo de vida você tenha que levar 100% dele para todo o lugar que for. Uma coleira, grande por sinal, atrapalha não só os passageiros como realmente a segurança da noivinha. Creio que possa até ter sido preconceito, discriminação, afinal nunca góticos e punks, por exemplo, foram vistos com bons olhos por todo mundo, mas realmente o lance da coleira é too much. Para evitar este tipo de situação é melhor andar em casa, nos clubes, a pé mesmo... É, ninguém está a salvo de discriminar o outro, creio que eu tenha acabado de fazer isso com a dupla de preto... Enfim, se todo mundo gostasse do amarelo...

3 comentários:

Grazy Vedder disse...

Ah...sei lá...hj em dia, ninguém se apega ao conceito de um movimento, mas sim explorar a aparência só para chamar a atenção.

Como por exemplo, um cara que se diz punk, usa cabelo moicano, perfurações no corpo todo, etc, e nunca ouviu um Dead Kennedy e nem sabe o pq do movimento.

As pessoas são vazias, e investem em aparência bizarras para provar a si mesmas que tem algum conteúdo...poor things!

r a c h e l disse...

Eu acho que isso é a mesma coisa que pendurar uma melancia no pescoço, sabe? Mas enfim, cada um com o seu cada um... rsrs, agora que ninguém me encoleirava e muito menos um sujeito feio de dar dó como esse, ah, não encoleirava não rs.

Juliana Aquino disse...

É meninas.. fazer o quê? poor things mesmoooooooooooo!
"agora que ninguém me encoleirava e muito menos um sujeito feio de dar dó como esse, ah, não encoleirava não rs.". hahahaha boa!